23 fevereiro, 2006

Reflexões a 190 Km/h

Dirijo a 120 quilômetros por hora refletindo sobre o porquê dessa velocidade, e continuo acelerando. A 140 o carro começa a tremer um pouco, mas continuo acelerando e pensando. Quando atinjo 170 tenho a ligeira sensação de não estar mais no controle. Sinto-me até correndo risco de vida, ou seria de morte? Quando se anda na linha tênue que divide a vida e a morte, elas se tornam sinônimos. Seria eu um suicida? Não, não desejo a morte. Acho que nem o próprio suicida a deseja, apenas não consegue mais arcar com as conseqüências de viver. Na verdade, acho que um suicida não pensa muito no assunto, o que não é o meu caso. 180. Então porque me ponho nesta situação? Para chegar mais rápido seria uma boa resposta se estivesse atrasado. Mas não vejo situação nenhuma. Estou numa estrada reta, ninguém está segurando o meu pé, então simplesmente acelero. Olho o painel, ele marca 190. Deus sem qualquer trabalho poderia acabar comigo agora mesmo. Um simples pneu furado seria mais que suficiente. Ninguém constataria como um milagre. Só mais um louco inconseqüente que morreu. Quem será que está no controle? Bem, vem vindo uma curva e como é de costume piso no freio e desacelero.

<$BlogItemCommentsCount$> Comentários:

Anonymous mari disse...

você nunca me mostrou aquele texto da morte. de quando aconteceu aquilo com a gente.


saudades de você. muitas. das de verdade. ;]

23/2/06 23:44  
Anonymous renata disse...

ah me lembrei q tava devendo uma visita e um comentario,entao resolvi passar por aki...
bem...eu gosto dos seus textos,eles naum sao ruinzinhos naum....eles refletem bem a sua pessoa,esse ultimo entao...muito a sua cara!
o estilo deles agrada os olhos do leitor,sua narrativa eh rapida faz vc ler o texto de uma vez soh sem se perder nas linhas,o q eh bom!

24/2/06 13:38  
Blogger Marcela Bertoletti disse...

Gostei da forma que vc ligou as reflexões da personagem à velocidade do carro que ia aumentando.
Muito legal esse texto, a irresponsabilidade sem motivos, mt real.

Bjim

25/2/06 18:50  
Anonymous Anónimo disse...

Mais um muito legal. Assustador... mas muito legal.

4/3/06 19:54  
Anonymous mari disse...

atualiza isso!

10/3/06 23:59  
Blogger Marcela Bertoletti disse...

rsrsrs
Digamos que esse texto me inspira...
Bjão

14/3/06 00:19  

Enviar um comentário

<< Home